Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

nuages dans mon café

Quotidiano, inspirações, fotografia, filmes e outras coisas.

nuages dans mon café

Movie Review | San Andreas

 

San Andreas, 2015

A falha de San Andreas cedeu, desencadeando uma série de sismos que se prolongaram ao longo da falha até São Francisco, provocando um sismo de magnitude 9 na Califórnia, que originou mais tarde um tsunami enorme que engoliu São Francisco. Um piloto de helicópteros de resgate dos bombeiros (Dwayne Johnson), que se estava a divorciar da mulher, salva-a e juntos fazem de tudo para salvar a única filha que têm, que se encontra em São Francisco, e quando pensam que é só chegar lá e salvá-la, tudo começa a correr mal.

 

Juro-vos que pensei que ia ser uma seca de filme, cheio de efeitos mal construídos, com uma história parva até dizer chega, mas não. Conquistou-me totalmente, até porque os efeitos dos incêndios e do sismo estavam muito bem feitos, como também estavam outros tantos, só o tsunami é que continua a ser difícil de criar. Não sei se é o movimento da água que nunca fica perfeito, se existe alguma coisa a retardar, mas pronto, também não se pode pedir muito e se eu continuar a falar disto, vocês vão achar que eu sou picuinhas e exigente demais.

 

É mais um daqueles filmes super dramáticos, mesmo ao estilo americano, em que ao acontecer uma desgraça daquelas, tudo fica destruído e é um ai jesus de todo o tamanho. Mas mesmo assim... a história é interessante, a escolha de actores é excelente e não se poderia esperar outra coisa, tendo o actor principal que tem. Chega a ser emocionante em duas partes, quando revelam que já tiveram uma filha e ele confessa à mulher o que sentiu quando não a pôde salvar e quando a única que têm quase morre.

Como todos os filmes de desgraça, as pessoas apaixonam-se lá pelo meio, outras desiludem-se e quanto a esta última, adorei quando o "futuro" padrasto da rapariga morreu, porque viu-se mesmo que ele foi uma autêntico idiota e era o melhor fim que lhe podiam ter dado.

 

Em resumo: é um excelente filme para ver numa tarde de chuva, como as que temos tido nos últimos dias, dá para passar um bom bocado e dá para reflectir um pouco sobre o trabalho dos geofísicos que se fartam de estudar este tipo de fenómenos e ninguém lhes liga, porque pensam que são maluquinhos.

(Como aquele desgraçado que previu o sismo em Itália, mas por erro de cálculo o sismo aconteceu semanas depois e não na altura em que ele avisou as populações. Uma pessoa fica a pensar: então alguém prevê algo, que pode mesmo acontecer, não tem como avisar a população porque vai ser tomado como maluco, então age por vontade própria, é criticado e humilhado e, no fim, o sismo acontece, há 300 vítimas mortais, mais de 1000 feridos e esses cientistas são presos por espalharem o pânico. Não seria mais fácil criarem uma rede ou emitirem mesmo um aviso que alerte para um possível sismo de elevada magnitude e para a população estar em alerta, não sendo necessário estarem em pânico? A quem duvidou, só lhe resta esse peso na consciência, quanto aos outros, tanto trabalho que tiveram, fizeram um feito inédito e são tomados como idiotas.)

 

Classificação IMDB: 6,2/10

Classificação nuages dans mon café: 7,5/10