Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

nuages dans mon café

Quotidiano, inspirações, fotografia, filmes e outras coisas.

nuages dans mon café

Movie Review | Evereste

 

Everest, 2015

Inspirado na história de duas expedições ao cume mais alto do mundo, Evereste, este filme relata como os limites humanos foram colocados à prova enquanto enfrentavam uma das piores tempestades de neve que a humanidade conheceu. Aqui vemos como a obsessão de alguns por atingir certos objectivos na vida, rapidamente se tornam em numa luta pela sobrevivência.

 

Quando comecei a ver o filme, nem tinha a noção daquilo em que me estava a enfiar. Na primeira hora podemos ver uma expedição ao cume, imensa gente motivada e com uma sede estranha para serem os primeiros a alcançá-lo. Vemos que chegam lá, que festejam que nem doidos e... depois começa tudo a correr mal. Na hora seguinte vemos a história toda a descair e um drama enorme em algo que poderia ter corrido muito bem, caso não existissem pessoas que mesmo já tendo desistido da vida, empatam os outros e arrastam-nos com eles.

 

Isto é uma história verídica, por isso é ainda mais chocante e dramático. Acredito que seja um sentimento horrível, estar quase no cume e não ter mais forças para lá chegar, nem para regressar, mas mesmo assim quererem chegar lá e ficarem de consciência tranquila. Mas se isso significa que têm de ser puxados/empurrados por alguém, colocando a vida da outra pessoa em causa, porque raio é que são tão egoístas e continuam a querer lá chegar? O líder da equipa , Rob, morreu porque ajudou o Doug quando ele quase "morreu" ao chegar ao cume e atrasaram-se tanto que foram apanhados pela tempestade de neve. Nisto apareceu Harold para salvar o Rob e morreu congelado porque ficaram sem oxigénio para regressar. O Rob morreu congelado mais tarde, não aguentou a noite.

 

É uma história brutalmente dramática, sem qualquer final feliz, mas que nos deixa com um sentimento de que qualquer coisa ficou a faltar, como se a história não pudesse, de maneira nenhuma, terminar assim. Em termos de efeitos, é um bocado mediano, poderia ser bem melhor... aliás, todo o documentário poderia ser BEM melhor.

 

Classificação IMDB: 7,2/10

Classificação nuages dans mon café: 5/10