Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

nuages dans mon café

Quotidiano, inspirações, fotografia, filmes e outras coisas.

nuages dans mon café

5 coisas que tiram do sério qualquer freelancer

 

Já falei por cá de algumas situações desagradáveis, como esta e esta, que um designer/artista tem de passar. Apesar de não me considerar uma freelancer, porque ainda estou muito fresquinha no mercado de trabalho "individual", já passei por algumas delas e acho que quase todos os freelancers também ou por piores.

 

"FAZ ISSO COMO ACHARES MELHOR QUE DEPOIS PAGO-TE", DEPOIS "ISSO NÃO É UM BOCADO CARO?" //

A noção das pessoas quanto ao preço deste tipo de trabalhos é um bocado... nem sei explicar. Já me disseram tanta vez não queres fazer um trabalho voluntário?, mas que lógica tem isto? Não tens dinheiro para pagar, então faz tu. Não queres pagar porque achas fácil, então faz tu. Também já me disseram tenho um trabalhinho para ti e a minha resposta foi logo ok, mas é o quê?ah é um logo para X evento disseram-me, tudo bem, eu faço, mas diz-me o que queres, apresento-te exemplos e depois falamos de preços respondi, preços? podias dar um jeitinho! retorquiram, jeitinho? se queres que trabalhe, então pagas!. Escusado será dizer que a pessoa desistiu do logo. Aprendam uma coisa: trabalho voluntário para estas coisas não existe a não ser que seja por uma muito boa razão!

 

CHAMADAS OU MENSAGENS TARDE E A MÁS HORAS //

Geralmente só estou disponível depois do estágio ou nas minhas folgas, mas quando me ligam numa folga, super tarde, lá pelas 22h/23h ou me mandam sms's às tantas da madrugada, costumo passar-me completamente, apesar de não o mostrar. Como é que não há respeito pelas horas de sono/divertimento dos outros? Só porque se faz uns trabalhinhos para ajudar alguém, não quer dizer que esteja constantemente disponível ou quer? Acho que para tudo existe uma medida certa e contactarem-me durante o dia, tudo bem, sem problemas. Mas à noite? Nem todos se moem até ao nascer do dia com essas coisas, muito menos para pedirem alterações nos projectos.

 

NÃO GOSTA DOS PRIMEIROS EXEMPLOS, PEDE OUTROS E NO FIM GOSTA DOS PRIMEIROS //

Falei lá em cima em fazer vários exemplos, normalmente gosto de fazer duas ou três versões das coisas para que o cliente possa ter um leque um pouco maior de opções - isto no que toca a logos, cartazes, etc. - e irrita tanto já o fazer, mas depois pedirem para fazer outros diferentes ou mais variações, eu tenho esse trabalho, mas afinal gostam de um dos primeiros. Se eu fosse cobrar por isso, aposto que me queriam apedrejar logo! (se calhar deveria começar a cobrar e comprar um escudo protector)

Ah e aqueles que pedem mais coisas, adicionando àquelas que já pediram, por exemplo, um cartaz + flyers + cartões + bla bla bla, e não querem pagar mais por isso? É de partir o coco a rir na cara deles!

 

"ISSO É TÃO FÁCIL DE FAZER, DÁ LÁ ESSE JEITINHO" //

Também já referi isso e, acreditem, que há quem tenha esta lata toda. Se é fácil, porque é que querem que os outros façam? Dá trabalho, né? Pois. Com isso vai o tempo gasto, a criatividade e as ferramentas de que necessitamos, etc.. Compreendo que para quem é um outsider nestas coisas, para os outros que têm jeito e ferramentas para tal seja fácil, só que não. Dá bastantes dores de cabeça ter de fazer coisas de jeito, ao gosto dos outros. É que ao nosso, acaba por ser mesmo fácil, porque a cabeça é a mesma, agora para os outros a conversa é outra. Além disso, continuo a achar que devem deixar de lado a ideia do "favorzinho", porque "somos amigos" (quando lhes calha) e porque nós é que temos jeito para a coisa.

 

COMPARAÇÃO DE PREÇOS ENTRE X E Y FREELANCER COMO SE FOSSEMOS UMA GRÁFICA //

Ainda há pessoas que julgam que somos lojas. Vão a um, vão a outro e querem saber a diferença dos preços. Eu conheço algumas pessoas que trabalham como freelancers e, vão por mim, cada um tem o seu preço. Depende do tempo gasto, do material pedido, ... de tantas coisas que nem vale a pena fazerem pesquisa. Ou conhecem o trabalho da pessoa através do seu portfólio e já sabem como ela trabalha, ou vão por tentativa e erro. As gráficas podem escolhê-las, isso sim, porque os preços são fixos. Agora freelancers? Não.

 

Bom, não me levem a mal, adoro o que faço, adoro fazê-lo, às vezes não me importo de dar um jeitinho mesmo que não me dê jeito nenhum, mas acho que as pessoas deveriam pensar que nós temos vida além disso, que temos contas para pagar e que tempo é dinheiro. Só prestem atenção a isso da próxima vez que precisarem de um freelancer.

 

» Créditos da imagem: Pinterest

 

14 comentários

Comentar post