Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

nuages dans mon café

Quotidiano, inspirações, fotografia, filmes e outras coisas.

nuages dans mon café

Falas com o teu cão?

No livro que ando a ler, Corações Sem Dono, da Lucy Dillon, fala sobre cães e bla bla bla, diz-se algumas vezes que não devemos partir do princípio que os animais falam a língua dos humanos. Neste aspecto senti-me logo culpada, apenas porque falo com eles.

 

E falo porquê? Os cães comunicam connosco através de gestos, expressões ou jeitos de cauda, certo? Reconhecem o dono pela forma de andar, de falar e de agir. E eles gostam de ouvir a nossa voz, de saber que estamos a falar para eles. Se calhar sou um pouco culpada em falar deste assunto, até porque eu tenho uma paixão enorme pelo meu labrador e ele compreende imensas palavras, mas lá está, ele associa-as tão bem como se falasse a nossa língua. Coisas como "Vamos comer!", "Vamos ao café!", "Tens fome?", "Tens sede?", "Queres água?", "Vamos ao Giga?", "Anda", "Olha"... bom, se continuar, já não saio daqui.

 

Mas nesse livro diz que não o devemos fazer, porque eles não compreendem mesmo. Se estiverem treinados para associar as acções às palavras, aí sim a coisa resulta. Mas eles gostam de nos ouvir, de falar connosco, porque sentem-se próximos, especiais, importantes. Estou a fazer-me entender?

 

Bom, nisto só gostava de saber se sou a única maluquinha por cães

que fala com eles como se fossem gente. Tu falas?

» Créditos da imagem: Pinterest

 

57 comentários

Comentar post

Pág. 1/2