Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

nuages dans mon café

Quotidiano, inspirações, fotografia, filmes e outras coisas.

nuages dans mon café

Movie Review | In The Heart Of The Sea

Movie Review | In The Heart Of The Sea

 In the Heart of the Sea, 2015

 

Em português No Coração do Mar, retrata uma história por detrás do clássico da literatura Moby Dick, de Herman Melville. A história é narrada por um sobrevivente do naufrágio do navio baleeiro Essex, onde nos leva ao inverno de 1820, quando esse navio parte em busca de óleo de baleia, liderado por um capitão inexperiente, George Pollard, e que tem como seu 1º Oficial o experiente Owen. Durante meses eles ficam no mar, a caçar as baleias, até que ouvem falar de uma baleia branca gigante que destruiu vários navios, não crentes na história, rumaram até esse lugar para a apanharem... quando a atacam, ela luta pela sua sobrevivência e foi aí que o Essex foi destruído, embora muitos tenham conseguido escapar nos barcos mais pequenos. Eles andaram dias e dias à deriva, sendo seguidos pela baleia branca, até que ela se vinga e traça os seus destinos.

 

É um filme impressionante e que eu lamento imenso não o ter visto no cinema, porque é digno de se ver numa sala grande. A história é fantástica, narrada de uma forma emotiva e impressionante, onde assistimos ao que esses homens faziam na altura para adquirirem o tão ansiado óleo de baleia, o melhor, como eles caçavam estes monstros do mar e como a ganância era enorme.

Vemos homens a lutar pela sua sobrevivência, uns a morrerem e outros a aproveitarem-se disso para poderem sobreviver. Para muitos aquilo foi realmente uma atrocidade, mas vejamos, será que não aconteceu assim muitas vezes antigamente? Barcos a naufragarem, pessoas a morrer, outras a comerem quem morreu? A História é mais negra do que aquilo que se conta, mas também não convém contar-se tudo o que se passava antigamente, já basta o que Hitler fez, não é?

 

Em termos de imagem, o filme está muito bem conseguido, apesar de sabermos que os portos e barcos é quase tudo fachada, estão tão bem integrados que parecem aquelas pinturas de antigamente, mas adaptadas ao espaço "real", à acção que vemos. É mesmo muito interessante ver esse trabalho, embora peque um pouco no que diz respeito às baleias. Umas mais bem feitas, outras menos. Assim como a ilusão das profundezas do mar. Bom, não se pode pedir muito, não é?

 

Classificação IMDB: 7/10

Classificação nuages dans mon café: 8/10

13 comentários

Comentar post