Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

nuages dans mon café

Quotidiano, inspirações, fotografia, filmes e outras coisas.

nuages dans mon café

Movie Review | Maze Runner: Prova de Fogo

 

Maze Runner: The Scorch Trials, 2015

Depois de escaparem do labirinto, como vimos no primeiro filme, Thomas e os outros rapazes têm de encarar que o planeta que conheciam se alterou, por causa do sol, e que algumas criaturas estranhas (ao estilo zombie) podem atacá-los. Com isto, também tem que lidar com uma estranha ajuda que recebem e que prometem levá-los para um lugar melhor.

 

Devo dizer que este segundo filme foi uma total seca ou empate de tempo. Passei o tempo todo a estranhar as atitudes do Thomas, porque ele era considerado o mais inteligente e, no fim, passava imenso tempo parado, a pensar, a olhar para os outros, a fazer sei lá o quê. Irritou-me o maldito do filme inteirinho, mas pronto, ok, não me batam, eu compreendo que este foi uma espécie de episódio (como se de uma série se tratasse), em que conhecemos partes da história bastantes sombrias e... ok, demasiado sombrias e censuráveis para um filme de adolescentes, que é algo que eles não fazem: ser adolescentes. Sei que estou a ser demasiado crítica, mas não fiquei fã do filme, até porque esperava muito mais do que um plano só, com pouca acção e pouco desenvolvimento.

 

A amiga Teresa, que fofinha que ela é, mostrou ser uma autêntica cabra egoísta e juntou-se aos vilões, traindo toda uma juventude em revolta. A sério, são adolescentes e agem todos como adultos de 30 anos? Enfim, continuando... várias personagens que apareciam mostraram-se não tão especiais como eram vistas e apareceram personagens novas que me deixaram com dúvidas sobre quem eram, sobre o que faziam lá, sobre o que ainda fazem na trama, enfim, o filme foi mesmo um pouco misto para mim, não vou negar (nota-se muito que estou irritada com ele?!), porque no meio de tanto tempo que levaram a desenvolver as cenas, como que a encher chouriços, podiam ter explicado melhor quem eram as personagens e não a deixarem assim dúvidas no ar.

 

No final do filme, temos uma bruta cena de acção (finally!), que veio alimentar o meu desejo de ver o último filme da saga que estreia em 2016, porque agora vem aí a vingança. Esta trilogia aborda temas tão bons que eu nem sei como é que isso vai ser mostrado no último filme (desde usarem e abusarem dos limites da ciência na natureza, o facto de serem meros jovens a lutar contra algo superior a eles, etc.), mas, graça'Deus, que o final me empolgou, porque eu passei o filme inteiro a detestá-lo e a pensar que tinha perdido o meu tempo com aquilo.

 

Para quem não se importa de ver filmes só porque sim, força nisso. Para quem quer mesmo ver o resto da história (tipo eu), força nisso! Para quem detesta perder tempo com um filme que parece um autêntico epi aborrecido de uma série qualquer de acção, não façam isso. Eu perdi tempo, mas gostei do filme no geral graças ao final... por isso, em 2016, falamos aqui sobre o último filme da trilogia eheh.

 

Classificação IMDB: 6,8/10

Classificação nuages dans mon café: 4,8/10

4 comentários

Comentar post