Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

nuages dans mon café

Quotidiano, inspirações, fotografia, filmes e outras coisas.

nuages dans mon café

Movie Review | The Grand Budapest Hotel

 

The Grand Budapest Hotel, 2014 

Numa pequena estadia pelo The Grand Budapeste Hotel, em Nebelsbad na fronteira mais oriental da Europa, somos convidados a conhecer a história fabulosa de um gerente aplicado, Gustave H.. À conta de uma herança - um valioso quadro - deixada pela Madame D, uma hóspede frequente e bastante rica, a sua vida dá uma grande volta, tal como a do seu grande aliado, o paquete Zero.

 

Confesso que é um formato de filme que não me conquista muito. Estou habituada a ver filmes de ecrã completo, este funciona em 16:9. Por outro lado, adoro as cores, a iluminação, o vestuários das personagens e toda aquela cena de passar de espaço para espaço como se atravessássemos paredes. Pode parecer estranho, eu sei, mas gosto das coisas à entiga sem serem todas elas assim.

 

Podemos desfrutar de uma boa história, digna de desenhos animados. Passei o tempo todo a imaginar o monsieur Gustave com uma nuvem gigante atrás dele por causa do L'Air de Panache - que a mim só me fez lembrar Panaché (cerveja + 7up) - e com uma lâmpada das ideias por cima da cabeça. Não é que se trate de uma comédia, antes pelo contrário, temos a tragédia bem presente, mas com uns apontamentos de humor para poder encobrí-la.

 

De todos aqueles nomeados para Melhor Filme, pelo menos dos que vi, este foi aquele que não me conquistou por inteiro. Achei-o... não digo fraco, mas um pouco a baixo dos outros. Talvez por ser diferente ou então sou eu que não estou habituada aos filmes de Wes Anderson.

 

Classificação do IMDB: 8,1/10

Classificação nuages dans mon café: 7/10

2 comentários

Comentar post