Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

nuages dans mon café

Quotidiano, inspirações, fotografia, filmes e outras coisas.

nuages dans mon café

Os "outros" condutores

 

Só depois de começar a conduzir todos os dias é que me comecei a aperceber de que afinal não são poucos os condutores que só se importam com eles e com mais ninguém. Fazem as manobras mais parvas e mais perigosas que forem necessárias só para chegarem onde querem mais depressa, mas a pressa é inimiga da perfeição e isso às vezes traz grandes problemas.

 

A mim nunca me entrou na cabeça como é que um ciclista é tão descriminado nas estradas. Eu sempre me afastei o mais que pude deles, porque primeiro são pessoas e depois têm um veículo frágil. Se passamos muito junto a eles, não só correm o risco de levar um toque do espelho, que pode dar problemas graves, como o "túnel" de vento produzido pelo carro não ajuda em nada. Mas bom, sairam as novas regras do Código e achei eu, na minha maior ignorância, que os condutores iam compreender, só que não.

Sejam eles motares ou ciclistas, há condutores que insistem em ultrapassá-los sem deixarem a margem de 1,5m de distância lateral (como se fosse um carro, digamos assim), que acham estúpido e anormal que os desgraçados sigam a pares na faixa de rodagem ou que não circulem o mais à direita possível (junto à berma), até porque eles já não são obrigados a isso. Bom, mas pior que isso é acharem que por serem veículos lentos (uma mota nem tanto, mas ok) é que podem ultrapassá-los em qualquer lado e a qualquer altura, seja com um carro a vir de frente ou não. Isto ainda hoje me aconteceu e apanhei um susto considerável!

 

Outra coisa que os "outros" condutores não compreendem é o carro que usam. Se não conhecem o carro que têm, porque é que se atrevem a ultrapassar em locais e situações complicadas? Se não sabem que quando um condutor está a ultrapassar-vos devem manter a velocidade ou diminuir, porque é que a aumentam?

Isto é só para dar a entender o meu desagrado, quando vejo alguém com um Range Rover de 95 a querer ultrapassar 3 carros e um deles com uma caravana atrelada, quando vão todos a 100/110 km/h e vem outro carro de frente. É quase como ver uma tartaruga a tentar ultrapassar-nos e vermos que ela já vai cansada. É estúpido e arriscado! Também é estúpido da nossa parte, quando nós vamos atrás de alguém que leva o tempo todo a travar e a variar dos 100km/h para os 70km/h, fartamo-nos daquilo, ultrapassamos e o gajo acelera como se não houvesse amanhã. Do tipo: estás a gozar comigo?! Dá logo vontade de ter uma bomba para lhe mandar, mas a sensação que dá é que somos nós os estúpidos porque acreditamos nas pessoas.

 

Se leram até aqui, já devem ter percebido que o tema do post é ultrapassagens arriscadas. Por isso, gostava de saber a vossa opinião sobre este tipo de condutores e uma ou outra situação que tenham passado.

 

» Créditos da imagem: Pinterest

 

11 comentários

Comentar post