Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

nuages dans mon café

Quotidiano, inspirações, fotografia, filmes e outras coisas.

nuages dans mon café

A (falta de) dedicação das pessoas

Gratisography

 

Existem cada vez mais pessoas infelizes com a vida, com elas ou infelizes por o vizinho/amigo ter coisas e conseguir alcançar objectivos que ele nunca conseguirá, etc. Mas essas pessoas dedicam-se a alguma coisa? Fazem por merecer as coisas, por as atingir? Ou simplesmente preferem lamuriar-se para terem pena delas?

 

Cada vez mais, principalmente nos últimos tempos, vejo pessoas a querer uma coisa, porque fulano também tem. A querer ser uma coisa, que o fulano também é. Mas nunca, mesmo nunca, vejo esforço e dedicação para o alcançarem. É mais fácil invejar o próximo por aquilo que ele consegue com o seu próprio suor, do que fazer para ter e ser igual ou melhor. É mais fácil criticar o outro quando ele falha a caminho do seu objectivo, do que propriamente felicitá-lo por o caminho que já percorreu. Porque é que insistem em ser pessoas tristes e em querer que os outros também o sejam? Sentem-se melhor por não estarem sozinhos nessa vida, só pode, mas, meus caros, até aí vocês falham redondamente.

 

Quem quer atingir um objectivo, tem um espírito de luta: esforça-se para tal e dedica-se de corpo, alma e coração, dando-lhe todo o tempo e atenção (ou o que lhe é exigido). Quando chega lá e vence, é o melhor sentimento que se pode ter: conseguir derrubar o monstro, o nosso monstro. Quando quase se chega lá, para os invejosos: Estás para aí a festejar o quê? Não conseguiste nada, estiveste quase., mas para os dedicados: Estive quase, mas o quase é já uma grande vitória. Aprendi muita coisa, consegui percorrer um longo caminho até aqui e sei que da próxima vou ter motivação suficiente para lá chegar e para vencer.

 

E com isto tudo quero dizer o quê? Que acho tão triste que as pessoas sejam assim, invejosas e mesquinhas, e que tentem circundar quem tem "sucesso" na vida com essas más energias, só porque eles mesmos não se querem dar ao trabalho de ser e de fazer melhor. Algumas pessoas não trabalham, porque dá trabalho. Outras não vão aqui e ali, porque são tão vazias que não conseguem sequer encarar os outros, encarar o bem-estar que os outros têm com a vida. Até aqui neste mundo da blogosfera conseguimos ver isso, porque reflecte-se na dedicação e no conteúdo que existe nos blogs dessas pessoas, no facto de passarem o tempo a bajular-nos, a serem super simpáticas e afins, mas no fim só querem ter tudo aquilo que temos, que por vezes nem sequer fizemos nada de especial para o ter, apenas fomos verdadeiros e empenhados, fomos nós próprios no nosso espaço, quando elas nem isso conseguem ser.

 

Para se ter algo na vida que se possa dizer eu fiz, eu lutei por isto, eu empenhei-me e consegui chegar ao fim, temos que nos dedicar, temos que dar o nosso melhor, mesmo que tenhamos de ir ao nosso limite. Tudo na vida dá trabalho, tudo na vida custa, mas é com dedicação e com força de vontade que tudo se consegue e que a vida se torna fácil. Por isso, pessoas, deixem de ser invejosas, deixem de se queixar e passem à acção, vão ver que a vida é tão mais simples se começarem a ter as vossas metas e não a meta do vizinho do lado.

4 comentários

  • Imagem de perfil

    Vanessa 28.08.2015 11:37

    E isso nota-se mesmo bem quando vamos ficando mais velhos. Alguns seguem caminhos diferentes e percebemos que não somos assim tão importantes. Fixe, menos uma ovelha negra. Outros começam a mostrar o que realmente são. Mais ovelhas negras a ficar no caminho. E outros descobrimos que realmente sempre estiveram lá, sempre nos apoiaram, mas não se mostravam, porque realmente aceitam-nos como somos, sem invejas e afins, porque têm a vida deles e pouco importa se temos mais ou menos.
  • Imagem de perfil

    Mula 28.08.2015 11:50

    Quando somos mais novos parece que o número é mais importante que a qualidade... Queremos viver rodeados de amigos, quer eles sejam tóxicos ou não. Com o tempo, vamos percebendo que só podemos verdadeiramente contar com alguns e até já não importa se são poucos, o importante é serem verdadeiros.  Eu com a idade aprendi que não devo ficar triste se algum (suposto) amigo segue a sua vida sem mim, importo-me mais se ele fica perto apenas para me atazanar... Image
  • Imagem de perfil

    Vanessa 28.08.2015 11:57

    'Taliqualinho. Para ficar só para moer o juízo, nem vale a pena
  • Comentar:

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.